Remodelagem visual é vital

A internet é um modelo de mercado instantâneo, indiferente e competitivo. É possível, quando não ao vivo, ver fatos que aconteceram segundos atrás através de RSS de blogs ou sites de notícias. Quem assina um RSS da G1 da Globo ou da CNN pode ver que é monstruosa a quantidade de informação.

Mas uma coisa importante ante a tantas mudanças é manter-se fixado na cabeça dos internautas e ter seu nome e logomarca como ponto de referência é muito importante. Agora, e se a empresa passa por uma reformulação visual, tamanha ela que a própria logomara muda?

Exemplos de mudanças: Google, iG, Microsoft e a Vale (sim, aquela siderúrgica, não é só tecnologia que muda), bancos mudam: Unibanco, Bradesco. Empresas públicas como a CPTM (Compania Paulista de Trêns Metropolitanos).




Desde que a Google estava hospedada em Stanford, sua logomarca mudou digamos… inúmeras vezes. A Microsoft não deixou de lado a mania e mudou também seu “O” para um logo mais moderno.
E a Vale não só mudou o logo como também o nome que antes era Vale do Rio Doce.

Mudar a logomarca ou as vezes o nome é uma estratégia muito arriascada, mas nem sempre é negativa. Quando uma empresa passar por uma grande reestruturação, uma logomarca nova pode ser a solução para simbolizar a lavagem e o recomeço.

Quando um dia se deparar com uma reformulação de uma logomarca procure notícias relacionadas, sempre que uma marca muda de logo é sinal de mudanças de estratégias e negócios, pois afinal, mudar uma logomarca custa caro tanto financeiramente como em pontos de lembrança e associação dos internautas. Mas pelo mesmo motivo que uma língua passa por uma reforma ortográfica como a nossa, os logos devem passar por reformas para se adequar ao modo que a empresa está agindo. As pessoas fazem a língua assim como as empresas fazem uma logotipo, e nunca ao contrário. E sempre que língua ou a logotipo não se encaixarem mais no modo em que as pessoas ou as empresas agem, ela deve ser alterada.

Vai reformular os negócios? Vai mudar estratégias? Já pensou em um incremento sutil ou agressivo na sua logomarca? Nesse caso, a aplicação é positiva e muito recomendada, mas observe cautelosamente os custos. Se bem aplicado a mudança vai ser vital, mas se mal aplicado, vai só gerar dor de cabeça.

This entry was posted in In Portuguese and tagged , . Bookmark the permalink.

2 Comments

Leave yours!
  1. Fuzari
    at February 4, 2009, 5:29 pm

    O logo do iG não é mais esse. Esse foi utilizado no ano de 2006 e 2007. Abraços!

  2. at February 4, 2009, 5:38 pm

    Verdade Fuzari, o logo teve uma sutil mudança.

    Alterei o logo para o que está atualmente no site. Aos que tem o logo antigo no cache (escrito Internet Generation), dê um F5 para recarrega-lo.

    Abraços!

Leave a Reply

Please note that all fields are required. In order to keep the site clean and free of any subscription to comment, please do not post ads, no spam, no link dropping, no domain names. Your e-mail will not be published. All comments are moderated (they will appear shortly). rel="nofollow" in use: no page rank will be considered for links here. All fields are required. Thank you to share your thoughts :-)

*