Silverlight: Primeiros passos

Quando falamos de interfaces gráficas e WEB, logo corremos nossa mente para a tão famosa WEB 2.0 com suas bordas arredondadas e peroladas, com sua logo sombreada sempre com o “beta” pendurado em algum canto.

Mas quando falamos de GUI para WEB, as coisas não estão só limitadas a isso, pelo menos por enquanto. Há uma tecnologia da Microsoft que já está andando faz um tempo mas ainda não fez seu boom chamada Silverlight (que as pessoas adoram falar que é um copycat do Adobe Flash).

Cada uma tem suas particularidades e no caso do Silverlight, tem coisas muito interessantes, principalmente quando falamos de WEB.

Usando o WPF, o Silverlight tem uma seleção de recursos interessantes quando falamos de interfaces, aliado a suíte de aplicativos Microsoft Expression (mais especificamente, o Expression Blend) o desenvolvimento para essa nova plataforma (que eu adoro chamar de HiFi UI) fica muito mais fácil.

As principais particularidades do Silverlight 2 para desenvolvimento de aplicações RIA, em sua versão BETA para uso massivo incluem:

  • Uso de WPF na UI: Usando o Windows Presentation Foundation da Microsoft, produzir essas interfaces agora é fácil (para quem já degustou a versão 1 do Silverlight sem esse WPF). Com ele, é possível uma alta manipulação gráfica, animações além de inserção e alta personalização de controles como Buttons, TextBox. Alta capacidade de manipulação de Layout, Estilos, Data-Binding e o meu preferido: Template Skinning. O mais divertido disso tudo é que você pode usar a alta personalização feita na Web e reutilizar os controles em Windows Form Applications. Basicamente, a liberdade que se tem em um Windows Form Applications foi introduzida na WEB.
  • Rich Controls: Todos os widgets já conhecidos em windows form applications podem ser usado de forma fácil e simples para a WEB. Isso inclui controles de layout (Grids, Containers, Panels, etc), comuns (Gauges, Scrolls, Calendars, etc) e manipulação de dados (DataGrids, ListBox, etc). Todos estes controles com um nível de edição alto, permitindo o designer soltar a imaginação no formato e cores do controle, antes limitado.
  • Rich Base Class Library: Todo o poder de manipulação de dados oferecido pela API do .NET é possível com o Silverlight, pois toda a library do framework conversa com o mesmo, como por exemplo: Collections, IO, Threading, XML, Globalization, TCP, etc).
  • Rich Networking Support: O Silverlight suporta um pool de possibilidades de networking, incluindo o tão comum RSS, como o REST, WS*/SOAP, POX e outros serviços HTTP. (Não preciso citar toda a liberdade TCP/IP né?)

Agora, um fato importante é que o Silverlight 2 não requer o Framework da Microsoft para rodar no computador cliente, apenas sua library mínima. Pesa pouco mais de 4MB e roda nos navegadores mais comuns como IE (obviamente), FireFox, Safari, etc.

E o melhor de tudo é que tudo pode ser programado via Visual Studio 2008 (o Expression Blend integra completamente com o VS), bastando adicionar alguns pacotes de expansão gratuitos.

Tanto o Visual Studio 2008 quanto o Expression Blend (em suas versões Preview) podem ser baixadas e exploradas gratuitamente, não sendo necessário a recorrer ao “capitão gancho” para fuçar nele.

Para começar a experimentar, incentivo a acessar o Get Starting do site oficial do Silverlight, e em poucas horas estará programando seus primeiros Hello Worlds no seu PC gratuitamente. (Pelo menos no caso do Visual Studio, por 90 dias).

Silverlight: http://silverlight.net/GetStarted/

No site também tem o blog do Scott Guthrie, onde baseei este post, e lá contém mais informações sobre os primeiros passos.

Tem no site supracitado, mas vale dar uma ajuda que a Microsoft também oferece uma vídeo-aula mostrando desde a instalação de todas as suítes até o seu primeiro “Hello World”, realmente fantástico! (http://silverlight.net/learn/learnvideo.aspx?video=57010)

Estarei continuando isso, e não deixem de ver mais sobre esse mundo, pois as possibilidades são infinitas e há espaço no mercado para todos =)

This entry was posted in In Portuguese and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Please note that all fields are required. In order to keep the site clean and free of any subscription to comment, please do not post ads, no spam, no link dropping, no domain names. Your e-mail will not be published. All comments are moderated (they will appear shortly). rel="nofollow" in use: no page rank will be considered for links here. All fields are required. Thank you to share your thoughts :-)

*